Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Cristianismo corre risco de extinção no Oriente Médio, aponta estudo


Enquanto no Ocidente os cristãos passaram o Natal com grandes comemorações, tanto em casa como na igreja, desfrutando de festas familiares e até queima de fogos, no Oriente Médio, a data é sinônimo de medo e ameaça.

Segundo um estudo divulgado pelo site conservador The Hill, os cristãos dessa região estão sendo praticamente extintos. Em 2003, havia 1,5 milhão de cristãos no Iraque, hoje o número não chega a 250 mil.

“Os que permanecem lutam para manter viva sua herança cultural num lugar onde suas famílias também celebravam o Natal desde os tempos de Cristo”, diz o artigo.

Em 2014, quando o Estado Islâmico (EI) invadiu o Iraque, por exemplo, as festas natalinas foram expressamente proibidas. Só em 2017, é que a alegria dessa data voltou, quando o grupo terrorista foi vencido. Mas o clima ainda é de “batalha”, dessa vez pela reconstrução de várias cidades que foram devastadas.

Extinção de cristãos

O Iraque não é o único país do Oriente Médio em que a população cristã está diminuindo. Cristãos egípcios também enfrentam a perseguição diariamente. Muitos fugiram do país na esperança de buscar refúgio em outros lugares.

A dimensão da situação pode ser vista pela maneira como o presidente Abdel Fattah al-Sisi tomou medidas adicionais para tentar proteger os cristãos.

Lugar de paz

Os únicos dois países no Oriente Médio, onde os cristãos podem viver em paz são Israel e Líbano. Milhões de cristãos fugiram para o Líbano, especialmente depois que a guerra civil surgiu na Síria.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, também faz questão de se solidarizar com os cristãos em Israel. No ano passado, em seu discurso natalino, ele se dirigiu especificamente a eles dizendo: “Tenho muito orgulho de ser o primeiro ministro de Israel, um país onde se pode dizer Feliz Natal”.

“Israel é o país em que os cristãos não apenas sobrevivem, mas também prosperam, porque acreditamos nessa amizade entre as pessoas e protegemos os direitos de todos, de adorar nos santuários sagrados”, continuou.

Porém, mesmo que Netanyahu receba os cristãos em Israel de braços abertos, o pequeno país não pode abrigar a todos que vivem no Oriente Médio. Nessa época, enquanto muitos estão em festa, milhares deles estão se perguntando para onde devem ir para sobreviver à grande perseguição.

Gospel Prime

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget