Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Benjamin Netanyahu diz que estará na posse de Bolsonaro

Benjamin Netanyahu confirmou sua presença na posse de Jair Bolsonaro. (Foto: Pool/Reuters)

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, confirmou sua presença na posse de Jair Bolsonaro, no dia 1º de janeiro, segundo informou a assessoria do presidente eleito e pela embaixada de Israel nesta quinta-feira (29).

A presença de Netanyahu na cerimônia de posse sela a aproximação entre Brasil e Israel, impulsionada pela promessa de Bolsonaro de transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém, reconhecendo a cidade como capital do Estado judeu.

Desde sua eleição, Bolsonaro tem se reunido com o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, por diversas vezes. A última foi na quarta-feira (28) na Granja do Torto, um dia depois que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) declarou durante visita aos EUA, que a transferência da embaixada é uma decisão tomada.

Netanyahu foi um dos primeiros líderes mundiais a parabenizar Bolsonaro por sua eleição. “Estou certo de que sua eleição levará a uma grande amizade entre nossos povos e um estreitamento das relações Brasil-Israel. Estamos esperando que ele [Bolsonaro] visite Israel!”, escreveu o premiê no Twitter no dia 29 de outubro.

Expectativa pela presença de Trump

A pedido de Bolsonaro, o horário da cerimônia de posse em Brasília deixará de ser às 17h e será antecipado para às 15h no dia 1º. A mudança poderá dificultar a presença de autoridades na capital federal por causa do curto tempo para deslocamentos após a virada do ano.

A expectativa é que haja mais embaixadores na posse do que a presença dos líderes estrangeiros.

Para chegar à posse, por exemplo, Netanyahu deverá sair de Israel na madrugada do dia 1º de janeiro ou passar o Ano Novo em Brasília, conforme sugere o UOL. A data não é feriado nacional em Israel, que comemora o Ano Novo judaico em setembro ou outubro.

O mesmo valeria para o presidente americano Donald Trump, que não confirmou sua presença na posse. No entanto, Bolsonaro disse nesta quinta que “existe a possibilidade” de que ele vá à Brasília.

Depois de seu encontro com o presidente eleito, John Bolton, assessor de Trump, usou as redes sociais para reforçar o “convite feito por Trump a Bolsonaro”, para que o próximo presidente brasileiro visite Washington.

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget